Alguns encerramentos de ciclos, por mais tortuosos que sejam, podem ser o início da melhor fase de uma vida!

Eis um fato: toda separação é difícil. Há quem diga que fica mais complicado conforme vamos ficando mais velhos e nossas relações são mais maduras, em tese, é por isso que sofre mais quem termina um casamento de anos em comparação com alguém que encerrou a relação com alguém que conhecia havia poucos meses.

Separações não são fáceis — e não devem ser! Isso não é uma romantização do sofrimento, mas cada pessoa tem o direito de ficar um pouco para baixo com situações assim, afinal ninguém entra numa relação pensando no dia em que ela irá acabar – pelo menos não deveria. Alguns finais são dolorosos, pois as pessoas envolvidas poderão sentir o luto por aquele momento que passou.

  • Compartilhe no WhatsApp
  • Compartilhe no Telegram

No entanto, é preciso reconhecer o outro lado da moeda: aqueles fins que deveriam nos deixar péssimos mais parecem ser um impulso para entrarmos em outra fase da vida. Quem nunca ouviu falar da história daquela pessoa que acabou de se separar e hoje parece mais feliz do que nunca? E não estou falando daquelas que fingem estar bem para não mostrar a fragilidade, mas sim daqueles homens e mulheres que encontram uma nova vida no fim de uma relação.

Nós, sociedade, ainda subestimamos muito o poder das relações. Estar em um lugar onde você não é aceito e aqueles à sua volta não o compreendem faz um mal danado para nossa autoestima, o que apaga nossa luz interna. Nem sempre uma relação abusiva precisa ser aquela que envolve violência física, mas se ela alguém  faz diminuir para caber lá já é sinal de que precisa chegar ao fim. Sim, aquela pessoa que acabou de se separar, mas já está radiante não está errada, ela pode nem ter se dado conta ainda, mas sair daquela relação foi a melhor coisa que lhe aconteceu, pois lhe devolveu vida ao espírito.

E por acaso essa pessoa mais bela e mais feliz ainda sofre pelo que passou? Muito provavelmente sim. Talvez ela ainda tenha medo do que está por vir, talvez sinta saudade do que passou, mesmo sendo melhor acabar. Estar melhor agora não deslegitima o que vivemos, muito pelo contrário, quando está sozinha, essa pessoa deve divagar, pensando em como estava sua vida antes e como está agora, e é partindo dessa análise que cada sorriso mais largo valerá mais a pena.

Algumas pessoas ficam arrasadas no fim de suas relações; outras parecem tirar uma nova vida desse momento, mas nenhuma dessas situações significa que uma amou mais que a outra, apenas que para uma delas esse fim de um ciclo abriu largas portas para um recomeço.

  • Conheça o site O Amor

O amor é indescritível e a forma como nos impacta também. Quem encontra beleza no fim pode ser lido como alguém muito maduro, que sabe muito bem das idas e vindas da vida, mas também pode ser alguém que finalmente está sentindo o gosto da liberdade depois de tanto se aprisionar.

janela._taboola = janela._taboola || []; _taboola.push({ mode: “thumbnails-title”, container: “taboola-below-title-widget”, placement: “Below Title Widget”, target_type: “mix” });

Não há espaço para julgamentos sobre como cada um vive a dor de uma separação. Tanto a pessoa que passa horas chorando quanto aquela que afirma não sentir nada estão passando pela situação à sua maneira; o papel de amigos e família nesse momento é apenas apoiar e impedir que algo faça mal àquela pessoa.

Alguns ficam mais belos, mais felizes e mais leves depois do fim de um relacionamento, como forma de o universo mostrar no corpo delas que, naquele momento, seguir sozinha, por um novo caminho, era a melhor escolha, por mais assustadora que pudesse parecer.